Vertebroplastia

A vertebroplastia consiste em injetar cimento ósseo diretamente em vértebras com fraturas provocadas pela osteoporose, podendo também ser usada em lesões relacionadas a certos tipos de tumores.
Uma agulha calibrosa (cânula) é colocada na vértebra fraturada sob controle de raiografias e, através dessa agulha, o cimento é injetado. O procedimento pode ser feito sem internação e com anestesia local, mesmo em pacientes idosos.
A cifoplastia é uma evolução da vertebroplastia, que utiliza um aparelho mais complexo para a injeção do cimento. Nesse procedimento, um balão é inflado dentro do osso, fazendo com que a vértebra se expanda. O cimento é, então, colocado na cavidade criada pelo balão.
Por usar um mecanismo de injeção mais seguro, a cifoplastia pode ser usada em lesões mais agudas e com maior destruição da vertebra.

A – Vértebra normal B – Vértebra fraturada
C - Inserção do instrumental cirúrgico na vértebra fraturada e sua dilatação cuidadosa para recompor a altura normal do corpo vertebral e criar uma cavidade em seu interior que é preenchida com um cimento especial para dar suporte ao osso.


REFERÊNCIAS:
Sebaaly A et al. Percutaneous cement augmentation for osteoporotic vertebral fractures. EFORT Open Rev. 2017;2(6):293-299.
Kam NM et al. Combined Vertebral Augmentation and Radiofrequency Ablation in the Management of Spinal Metastases: an Update. Curr Treat Options Oncol. 2017;18(12):74.

Vertebroplastia e Cifoplastia